Mentalize para mudar. Mude para viver.

Cérebro mentalização engrenagem mente consciência

Vida é uma oportunidade temporária para sofrer experiências e saborear escolhas. Entretanto, ao chegar na idade adulta, ficamos com muito medo das experiências e com receio das escolhas que exijam autossuperação. Buscamos o mais rápido o possível uma zona de conforto, e nela ficamos acomodados, nos desenvolvendo em ritmo lento e criando aquela famoso casulo protetor, blindado contra desafios que nos tirem de dentro dele. Pois este comportamento é justamente o que nos impede de viver a vida em sua forma mais plena, enérgica e dinâmica.

Para saborear bem a nossa breve passagem pela Terra, é importante estar em contante movimento. Mas devemos realizar um movimento lúcido, consciente, e não deixar a vida nos levar, como se fossemos rebanhos conduzidos pela aleatoriedade pura. É preciso mentalizar o que queremos. Mentalizar é quase o mesmo que imaginar, mas trata-se de uma imaginação educada, norteada pelo que realmente desejamos com sinceridade. Devemos antecipar o futuro através das mentalizações, e, depois, será possível dizer com saudável orgulho que todas elas aconteceram ou estão em processo de realização. Isto funciona porque é uma matemática, uma técnica, e não algo que se obtém por mérito espiritual ou por segredos místicos. Ocorre que ao anteciparmos o futuro e imaginarmo-nos lá, nossas ações passam a conspirar a favor da consecução deste objetivo maior. É um mecanismo da Natureza: mentalizar com dedicação, agir com norte e obter o resultado.

É da nossa natureza desejar coisas que ainda não temos. Queremos nos mudar para um outro lugar, queremos abrir um negócio, queremos mudar qualquer coisa! Ocorre que, quando a vida, a Natureza ou o mero acaso vem nos ajudar a realizar estas mentalizações, arrumamos mil e uma desculpas para não ir adiante. Dá um certo medinho e embrulho no estômago, mas é sempre assim, é como se nós mesmos nos sabotássemos na hora H. É porque nós aprendemos a sonhar, mas não a realizar o sonho: na hora de realizá-lo, tudo se torna um pretexto para rechaçar a Grande Chance! Bolamos vergonhosamente uma desculpa qualquer para empurrar com a barriga e dizer que não é o momento certo de mudar. É sempre a mesma coisa: não mudamos porque a culpa é do companheiro que não ajuda, ou é a falta de dinheiro, ou arranja-se outro pretexto qualquer. É preciso trabalhar o poder interior e desenvolvê-lo para atingir nossos anseios e agarrar as oportunidades, sem desculpas para se manter na famigerada zona de conforto. O Método DeRose orienta veementemente para que não enrolemos e seguremos com garra e força quando o bonde da oportunidade vier ao nosso encontro.

Podemos e devemos mentalizar alto, sem medo e sem baixa auto-estima. Afinal, se nós não pudermos atingir nossos sonhos, então quem poderá? Somente os outros? Os que aparecem na TV? Os que tem dinheiro? Que absurdo! É óbvio que nós podemos atingir nossos objetivos, sejam lá quais forem. Não importa o quão grandes eles sejam, nem o quão loucos possam parecer aos olhos de quem não ouve a música. (““E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos pelos que não podiam escutar a música.” Friedrich Nietzsche). Tudo é atingível dentro do bom-senso. Mentalize tudo!

Após mentalizar, é preciso ação. Finalmente, depois de muita ação, a oportunidade virá e é preciso aproveitá-la.

Este é o momento mágico. Segure-o com firmeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *