Formas de Tratamento: como se dirigir ao destinatário

Formas de Tratamento: como se dirigir ao destinatário

Como se dirigir a autoridades públicas e a membros do clero? As convenções associadas à redação de cartas vão desde o uso da palavra Senhor, ao se endereçar um envelope a uma pessoa do sexo masculino, até o uso de formas de tratamento mais complexas, usadas para se dirigir a pessoas de posição.

Aqui seguem algumas formas de tratamento:

I. Presidente:
A carta começa com: Excelentíssimo Senhor Presidente da República
No corpo do texto: Vossa Excelência
Endereçado em envelope como:Digníssimo Presidente da República Federativa do Brasil ou Ao Excelentíssimo Presidente da República.

II. Presidente da CNBB:
A carta começa com:
 Vossa Excelência Reverendíssima
No corpo do texto: Excelentíssimo Senhor
No envelope: A Sua Excelência Reverendíssima Dom Fulano de Tal.

III. Papa:
A carta começa com: Vossa Santidade
No corpo do texto: Santíssimo Padre
No envelope: A Sua Santidade o Papa.

IV. Ministro do Estado
A carta começa com: Vossa Excelência
No corpo do texto: Excelentíssimo Senhor
No envelope: A Sua Excelência o Senhor Digníssimo Ministro Fulano de Tal

V. Membros do Congresso Nacional
A carta começa com: Vossa Excelência
No corpo do texto: Excelentíssimo Senhor
No envelope: A Sua Excelência o Senhor Deputado Fulano de Tal ou DD. Membro da Câmara Fulano de Tal.

VI. Governadores e Prefeitos
A carta começa com: Vossa Excelência
No corpo do texto: Excelentíssimo Senhor Governador/Prefeito
No envelope: Ao Excelentíssimo Senhor Fulano de Tal ou DD. Governador Fulano de Tal

VII. Reitor e Vice-Reitor de Universidade
A carta começa com: Vossa Magnificência ou Vossa Excelência
No corpo do texto: Magnífico Reitor ou Excelentíssimo Senhor Reitor
No envelope: A Sua Magnificência o Senhor Fulano de Tal ou Digníssimo Reitor Fulano de Tal.

VIII. Desembargadores municipais e delegados de polícia
A carta começa com: Vossa Senhoria
No corpo do texto: Ilustríssimo Senhor ou Prezado Senhor
No envelope: Ao Senhor Fulano de Tal ou A Sua Senhoria o Senhor Fulano de Tal

Escrevendo para Organizações

Se você estiver escrevendo para uma organização ou instituição, tente primeiro descobrir por telefone o nome da pessoa que deverá receber sua carta, além da maneira pela qual ela prefere ser tratada.

Se você não tiver tempo ou oportunidade para descobrir esse tipo de informação, procure não se dirigir à organização genericamente. Em geral, há um funcionário especializado, a que você pode se dirigir. Segue-se uma lista de organizações e instituições, com o título da pessoa a quem você deve dirigir-se.

Associação: Presidente
Autoridade Policial: Chefe de Polícia
Banco: Gerente
Câmara do Comércio: Presidente/Secretário
Cartório: Tabelião
Cartório de Registro: Escrivão
Clube: Presidente/Secretário
Colégio: Diretor/Professor/Supervisor
Comissão: Membro da Comissão/Secretário
Comitê: Presidente
Companhia/Sociedade Anônima: Presidente
Confederação: Presidente
Conselho: Secretário-Geral
Conselhos ou Juntas: Secretário
Construtora: Gerente/Administrador
Corte: Juiz
Distrito Policial: Superintendente
Fundação: Presidente/Diretor
Instituto/Instituição: Diretor
Ministério: Ministro
Museu/Galeria: Diretor
Organização: Diretor
Repartição Pública: Chefe
Sindicato: Presidente/Secretário
Sociedade: Secretário/Administrador
Tribunal: Secretário/Escrivão
Unidade das Forças Armadas: Oficial Encarregado
Zona Eleitoral: Funcionário de Registro

A forma habitual de se iniciar uma carta para uma organização é utilizando-se as expressõesPrezado Senhor ou Prezada Senhora. Estas cartas geralmente devem terminar com a expressão Atenciosamente. Se você souber o nome da pessoa a quem deve dirigir-se, use então Prezado Sr. Fulano de Tal e termine com Cordialmente. Se a pessoa for uma mulher, e você não tiver certeza de seu estado civil (Senhora ou Senhorita) ou de seu statusprofissional (Dra.), escreva seu nome completo no envelope e na parte superior da folha (junto com seu endereço), e simplesmente comece a carta com Prezada Senhora.

Fonte: http://www.algosobre.com.br/cartas/formas-de-tratamento-como-se-dirigir-ao-destinatario.html

Complemento: forma de tratamento para os membros de famílias reais
Conforme sugerido em metododerose.org/blogdoderose/profissao/que-tratamento-utilizar-com-uma-autoridade/

Imperador/Imperatriz – tratamento de Sua/Vossa Majestade Imperial.
Rei/Rainha – tratamento de Sua/Vossa Majestade.
Grão-Príncipe/Grã-Princesa – tratamento de Sua/Vossa Alteza Real.
Príncipe Imperial/Princesa Imperial – tratamento de Sua/Vossa Alteza Imperial e Real.
Príncipe Real/Princesa Real – tratamento de Sua/Vossa Alteza Real.
Príncipe/Princesa – tratamento de Sua/Vossa Alteza Real, quando Príncipe Monarca utiliza-se Sua/Vossa Alteza Sereníssima.
Infante/Infante – tratamento de Sua/Vossa Alteza Real.
Delfim – tratamento Sua/Vossa Alteza Real.
Arquiduque/Arquiduquesa – tratamento de Sua/Vossa Alteza Imperial.
Grão-Duque/Grã-Duquesa – tratamento de Sua/Vossa Alteza Real, quando Grão-Duque Monarca utiliza-se o tratamento de Sua/Vossa Alteza Sereníssima.
Duque/Duquesa – tratamento de Sua/Vossa Alteza, se membro da família real; se não utiliza-se o tratamento de Sua/Vossa Excelência/Graça.
Marquês/Marquesa – tratamento de Sua/Vossa Graça/Excelência.
Conde/Condessa – tratamento de Sua/Vossa Graça/Excelência.
Conde-Barão – tratamento de Sua/Vossa Graça/Senhoria.
Visconde/Viscondessa – tratamento de Sua/Vossa Graça, na Espanha Sua/Vossa Excelência.
Barão/Baronesa – tratamento de Sua/Vossa Graça/Senhoria.
Baronete/Baronetesa – tratamento de Sua/Vossa Senhoria.
Comendador/Dama Comendadora – tratamento de Sua/Vossa Graça/Senhoria.
Senhor/Senhora – tratamento de Sua/Vossa Graça/Senhoria.
Cavaleiro – Sir)/Dama – tratamento de Sua/Vossa Senhoria.
Dom/Dona – tratamento de Sua/Vossa Senhoria.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Título_nobiliárquico

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *