Até mais, Saramago!

morre-jose-saramago-blog-alexandre-montagna

Foi um orgulho quando descobri este português ganhador do Prêmio Nobel. Um senhor com excelentes idéias e merecido reconhecimento. Em minha opinião, Saramago ajudou o mundo a pensar melhor, pois, felizmente, era um ateu convicto de contundentes argumentações, características que elevam o índice de inteligência de seus leitores e reverberam pelo restante da sociedade.

A Fundação José Saramago informou no site oficial: “o escritor morreu estando acompanhado pela sua família, despedindo-se de uma forma serena e tranquila.”

Repercussão da morte

Diário de Notícias (Portugal) – http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1596640

Público (Portugal) – http://www.publico.clix.pt/Cultura/morreu-jose-saramago_1442478

El País (Espanha) – http://www.elpais.com/articulo/cultura/Fallece/87/anos/Jose/Saramago/elpepucul/20100618elpepucul_6/Tes

New York Times (Estados Unidos) – http://www.nytimes.com/2010/06/19/books/19saramago.html?hp

“O Saramago foi um amigo, uma pessoa que eu respeitava demais.”
“Ele sempre foi comprometido com todas as causas sociais.”
Sebastião Salgado, fotógrafo brasileiro

“Foi um homem que afirmou a sua criação literária através da liberdade de pensamento”
Gabriela Canavilhas, Ministra da Cultura de Portugal

“Um homem e um intelectual de convicções que honrou Portugal e o Mundo”
Fernando Nobre

“Era uma grande pessoa, um homem sensível, afetivo. Vai me deixar muitas saudades”
Moacys Scliar, imortal da Academia Brasileira de Letras, em tom de pura comoção.

“O mundo ficou mais burro e cego hoje”
Cineasta Fernando Meirelles, diretor de Ensaio sobre a cegueira, livro escrito por Saramago

“O Ministério da Cultura do Brasil se soma aos que lamentam e manifestam a dor pela perda desse grande escritor.”
Juca Ferreira, ministro da Cultura do Brasil

A última publicação de Outros Cadernos de Saramago, antes de sua morte:

Pensar, pensar
Acho que na sociedade actual nos falta filosofia. Filosofia como espaço, lugar, método de refexão, que pode não ter um objectivo determinado, como a ciência, que avança para satisfazer objectivos. Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem ideias, nao vamos a parte nenhuma.

Revista do Expresso, Portugal (entrevista), 11 de Outubro de 2008

Leia diversas outras publicações de O Caderno de Saramago.

Vídeo com Fernando Meirelles

Encerro com um vídeo, talvez clandestino, de José Saramago e Fernando Meirelles. O primeiro, autor do livro e o segundo, autor do filme Ensaio sobre a cegueira. Muito bom de assistir.

httpv://www.youtube.com/watch?v=Y1hzDzAvJOY

2 Responses to “Até mais, Saramago!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *